Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Resumo do GP do Mónaco

por Tiago Crispim, em 27.05.12

Voltamos mais uma vez ao Mónaco, uma das mais icónicas pistas do campeonato. Mark Webber partiu da pole position, beneficiando da penalidade que Michael Schumacher recebeu na corrida passada e o relegou para sexto. Pastor Maldonado partiu de último, penalizado por ter atrapalhado a qualificação aos adversários e por ter trocado a caixa de velocidades.

 

Na partida Romain Grosjean levou um toque de Schumacher e atravessou-se na pista. Maldonado perdeu a asa dianteira e desistiu na zona das piscinas. Pedro De La Rosa foi outro afetado, ficando sem a asa dianteira. Safety Car em pista.

Quatro voltas depois o safety car saiu de cena e tínhamos à frente Webber, Rosberg, Hamilton, Alonso, Massa e Vettel a fechar os seis primeiros.

 

O voo de Kobayashi na largada

 

Alguns carros começaram a parar nas boxes por volta das dez voltas cumpridas, mas trocas de posição nada. Kobayashi entrou na sétima volta mas não voltou a sair.

 

A direção de prova ainda investigou o incidente da primeira volta mas decidiu não punir os pilotos que cortaram a chicane em Ste. Devote. Basicamente era a única maneira de fugirem ao Lotus de Grosjean.

 

Petrov foi mais uma vítima do Mónaco. O Caterham foi às boxes devagar e os mecânicos olharam para debaixo do carro. A equipa disse depois que era um problema elétrico, que forçou a desistência.

 

As voltas mais rápidas de diferentes pilotos sucederam-se mas sempre sem dar azo a ultrapassagens. Um dos que continuava a tentar era Schumacher, que andava colado a Raikkonen.

 

 

A passagem de Charles Pic pelas boxes, em três fotos.

 

Na 30ª volta voltámos a ver movimento nas boxes e os líderes, Webber e Hamilton, desceram para quinto e sexto. Alonso, que andava a um bom ritmo com o Ferrari, conseguiu ganhar posição a Hamilton. Já o seu companheiro de equipa, Felipe Massa, perdeu nas boxes uma posição para Schumacher.

 

Na volta 36 mais uma investigação de prova. Pérez atravessou-se à frente de Raikkonen ao entrar para as boxes e Hulkenberg aproveitou para passar pelo finlandês. Pérez recebeu um drive-through por causa da brincadeira.

 

Entretanto, nesta altura da corrida era Sebastian Vettel o líder provisório, que ainda não tinha trocado de pneus, provavelmente à espera da já anunciada chuva. Webber servia de tampão para o resto do pelotão, mas não foi suficiente para o alemão aguentar a primeira posição. Ficou à frente de Hamilton, que ainda tentou arranjar espaço para passar.

 

Webber voltou a ser primeiro, seguido de Rosberg, Alonso, Vettel, Hamilton e Massa, em sexto.

 

Os pilotos optaram por uma estratégia de menos paragens, de forma a não perderem tempo no Mónaco. Button, que partiu de 14º, continuava em 14º, atrás do Caterham de Kovalainen, sem conseguir passar, 54 voltas depois. Nestas condições o ideal é parar pouco.

 

Schumacher queixou-se à equipa de um problema no carro, ao qual a equipa respondeu que não era grave. Ainda assim, Jean-Eric Vergne não teve problemas em passar o alemão pelo sétimo lugar. Mais tarde entrou nas boxes para abandonar com falta de pressão no combustível. Foi a sexta desistência neste GP, mas não a última. Pouco depois Daniel Ricciardo também levou o Toro Rosso à boxe para terminar a corrida. Mais tarde, Charles Pic partiu o escape e também abandonou.

 

A chuva que tanto ameaçou a corrida chegou só a oito voltas do final e Vergne foi o primeiro a trocar para intermédios. Button forçou Kovalainen, que se defendeu bem e levou o inglês a fazer um pião. Mais tarde Jenson Button abandonou. Sérgio Pérez atacou o finlandês logo de seguida e chegaram a tocar roda com roda. O mexicano da Sauber foi forçado a entrar na escapatória da Ste Devote. O Caterham ficou com a asa dianteira a abanar e entrou na boxe, a quatro voltas do final.

 

 

O pódio visto pela equipa da Marussia. Podemos ver os carros dos três primeiros em baixo

 

Mark Webber venceu a primeira corrida este ano, tantas quanto venceu no ano passado. Temos assim seis vencedores em seis corridas. Rosberg ficou em segundo, seguido de Alonso, que fez uma excelente corrida. Vettel em quarto, seguido de Hamilton, Massa, Di Resta, Hulkenberg, Raikkonen e Senna em décimo. Atrás ficaram Pérez, Vergne, Kovalainen, Glock e Karthikeyan em 15º. Abandonaram Button, Ricciardo, Pic, Schumacher, Petrov, Kobayashi, De La Rosa, Maldonado e Grosjean.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D