Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sid Watkins, o professor

por Tiago Crispim, em 24.09.12

Poucas pessoas mudaram tanto a F1 como Sid Watkins.

 

Mais conhecido no meio como "prof" ou "professor Sid", Watkins formou-se em medicina em 1956, tendo servido depois no corpo médico do exército inglês no oeste africano. De volta ao Reino Unido em 1958, especializou-se em neurocirurgia e em 61 participou, enquanto parte do staff médico, numa prova de karts em Brands Hatch. Nos tempos livres era também o médico do circuito de Silverstone.

 

Foi a partir de 1978 que o professor Sid se juntou ao Grande Circo, após convite de Bernie Ecclestone, à altura diretor da FOCA (Associação de Construtores de Fórmula Um). Iria manter-se nestas funções até 2004.

 

Sid Watkins com Bernie Ecclestone

 

Chefe de neurocirurgia no Hospital de Londres durante a semana, aos fins-de-semana acompanhava o circuito mundial de F1, e durante este tempo, Sid Watkins criou e ajudou a implementar muitas das medidas de segurança que podemos ver hoje na categoria.

 

A sua primeira grande intervenção foi logo no primeiro ano com a F1, 1978, no GP de Itália. Na altura muitos circuitos contestavam a sua presença, por achar que era uma forma de monitorização, e quando na largada desse GP, o sueco Ronnie Peterson se despistou e o seu carro se incendiou, Watkins foi impedido pela polícia, que formou um cordão de segurança, de chegar até ao piloto. Este atraso de 18 minutos até a ambulância e Watkins chegaram, foi determinante na morte do sueco.

 

Depois disto, o professor Sid pediu a Ecclestone melhor equipamento, um carro médico e um helicóptero, além do médico passar a seguir os carros de F1 durante a primeira volta.

 

Sid Watkins foi ganhando cada vez mais importância junto das autoridades e dos pilotos, que em 1985, recebeu um troféu dos pilotos a agradecer a sua contribuição.

 

Watkins foi um dos responsáveis pela implementação do HANS na F1

 

Amante de cigarros e de whisky e amigo do brasileiro Ayrton Senna, esteve no local quando o então piloto da Williams faleceu, tal como nos acidentes fatais de Gilles Villeneuve ou de Riccardo Paletti. Mas outras alturas houve em que a intervenção do professor salvou vidas.

Em 95 fez uma traqueostomia de urgência e reanimou Mika Häkkinen, estava lá quando o carro de Gehrard Berger se incendiou em 1989 em Imola e ajudou Martin Donnelly a recuperar completamente, depois do acidente quase fatal em Jerez.

 

A seguir ao fim-de-semana negro de 1994 criou-se o Comité de Segurança da FIA, da qual Sid Watkins foi nomeado presidente. Desde então não houve fatalidades na F1. Este comité foi ainda responsável por criar um grupo de pesquisa de segurança nos rallies e nos karts, até que em 2004 se tornou o Instituto FIA para a Segurança nos Desportos Motorizados, também com o professor como presidente.

 

O prof, que nunca teve medo de Ecclestone ou de expressar as suas opiniões, mesmo mantendo uma postura aparentemente descontraída, morreu aos 84 anos, a 12 de Setembro e foi homenageado com um minuto de silêncio antes do GP de Singapura.

O vencedor da corrida, Sebastian Vettel, dedicou a vitória ao professor Sid, agradecendo todo o trabalho que ele fez para melhorar a segurança do desporto, e classificou-o como uma das maiores razões para que os pilotos consigam correr e sentindo-se seguros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:44

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma