Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Resumo do GP de Singapura

por Tiago Crispim, em 23.09.12

São várias as notícias que estiveram em destaque no mundo da F1, entre elas a morte do professor Sid Watkins, homenageado no arranque do GP de Singapura.

Para não ocupar este post com a carreira de Watkins, esta semana faço ainda um resumo da sua carreira e importância para a Fórmula 1.

 

A sair da pole position estava Lewis Hamilton, seguido do surpreendente Pastor Maldonado, que afastou Sebastian Vettel para o terceiro lugar. Jenson Button é quarto na largada, à frente de Fernando Alonso. Mark Webber é sétimo atrás de Paul Di Resta e Kimi Raikkonen não foi além do 12º lugar, seguido de Felipe Massa. Bruno Senna e Pedro De La Rosa sofreram penalizações por troca de caixa de velocidades e partiram, respetivamente, do 17º e 24º lugares.

 

Minuto de silêncio em homenagem a Sid Watkins

 

A partida ocorreu quase sem incidentes, com Hamilton a fazer uma boa saída. Maldonado foi ultrapassado por Vettel e Button e lá atrás, o Caterham de Vitaly Petrov tinha alguns danos, devido a uma colisão com o seu companheiro de equipa, e foi de imediato à boxe, seguido de Felipe Massa, que teve um furo.

 

A primeira luta em que se focaram as câmaras foi a do décimo posto, entre Schumacher, Raikkonen e Hulkenberg. Ao mesmo tempo Romain Grosjean, de volta após a suspensão no GP de Itália, lia pelo rádio os dados do carro, já que a equipa se queixava de não ter telemetria do seu Lotus.

 

A primeira paragem programada foi na nona volta, com Mark Webber a cair de sétimo para 20º. Na mesma altura Vettel cometeu um erro, indo em frente na chicane, que acabou por aumentar ainda mais a vantagem de Hamilton. Logo depois, na volta 11, o alemão da Red Bull parou também nas boxes, caindo para 12º.

 

A partir deste momento começaram também os outros pilotos a parar. Senna, Alonso, Schumacher e Ricciardo foram logo às boxes. Hamilton parou à 13ª volta, mas pouco tempo depois, com a maioria dos carros já de pneus novos, o inglês da McLaren recuperou a primeira posição.

 

Na volta 23 aconteceu o desastre para a McLaren. Lewis Hamilton pareceu estar preso em neutro e nas repetições pudemos ver fumo sair da traseira do seu monolugar, que desistiu logo depois, dando a liderança a Vettel.

 

O abandono de Lewis Hamilton

 

Na volta 33 Narain Karthikeyan despistou-se, atingiu as barreiras e perdeu uma roda. O GP de Singapura teve sempre intervenção do Safety Car e este ano não é exceção. Os pilotos aproveitaram todos para mudar novamente os pneus, para a parte final da corrida.

 

A Williams avisou Maldonado que ele tinha um problema e teria de abandonar a corrida devido a um problema hidráulico, coisa que o venezuelano fez de seguida. Estava em 15º na altura.

 

O Safety Car saiu de cena, Vettel manteve a liderança, mas um pouco depois de passar por Pérez, Schumacher foi contra a traseira de Jean-Eric Vergne, e o Safety Car vai novamente para a pista. Novamente Vettel manteve a liderança, seguido de Button, Alonso e Di Resta. A questão agora era se havia tempo para terminar a corrida dentro do limite de duas horas, que, com mais de vinte voltas por completar, era um pouco complicado.

 

O acidente entre Schumacher e Vergne

 

A corrida estava lançada até ao final, é certo, sem mais paragens nas boxes e com lutas por posição, agora que os pilotos estavam muito juntos. As colisões são quase inevitáveis e Pérez. Por dentro, tocou no carro de Nico Hulkenberg, que fechou demais a curva. Pouco tempo depois Webber passou pelo grupo e Kamui Kobayashi, que seguia atrás, foi também vítima do Force India, que desta vez saiu da contenda com um furo. O japonês da Sauber perdeu um pedaço da asa dianteira e teve de substituir o nariz do carro. Hulkenberg foi trocar de pneus.

 

Com oito minutos para o final, Webber passou por Senna para tentar garantir o último lugar pontuável. Com todos os pilotos ao ataque, esta foi a altura mais emocionante de um GP de Singapura tradicionalmente chato.

 

Bruno Senna queixou-se de perda de potencia à equipa e em menos de uma volta, e de um minuto para o final, abandonou a corrida.

 

No final ficaram Vettel, Button, Alonso, Di Resta, Rosberg, Raikkonen e Grosjean. Em oitavo ficou Massa, seguido de Ricciardo, Webber, Pérez e Glock, que fez o melhor resultado para a Marussia, O 13º foi Kobayashi, perseguido por Hulkenberg, Kovalainen, Pic, De La Rosa, Senna, que ainda figura nos classificados e Petrov em último. Naquela que foi a maior corrida do ano, não terminaram Vergne, Schumacher, Maldonado, Karthikeyan e Hamilton.

 

 

Fogo de artifício no fim da corrida

 

A F1 volta às pistas dia 5 de outubro, com os treinos livres para o GP do Japão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:12

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma