Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Análise do campeonato, parte 3

por Tiago Crispim, em 28.07.12

Antes que a corrida deste fim-de-semana nos faça passar a metade da temporada, vamos lá à terceira e última parte desta análise.

Podem encontrar a parte um aqui, e a dois aqui.

 

- 160 pontos

A McLaren terminou o ano passado em segundo lugar no mundial de construtores, com um total de 497 pontos.No início do atual ano, o carro da equipa prateada foi num sentido diferente do resto, em termos de aerodinâmica. É o único carro além do Marussia, que não apresenta o infame bico de pato, ou de ornitorrinco. Esperava-se que um tão diferente abordagem infulenciasse diretamente o MP4-27, mas os resultados não o indicam. Os pilotos são os mesmos do ano passado, Lewis Hamilton e Jenson Button, e cada um tem uma vitória neste campeonato. Depois do acidentado percurso de Hamilton em 2011, o inglês parece mais calmo, encontrando-se em quinto na tabela de pilotos, com três terceiros lugares, além da vitória no Canadá. As suas piores classificações foram dois abandonos, em Valência e na Alemanha. Button, que tinha terminado 2011 atrás de Vettel, no segundo lugar, é que não tem estado tão bem. O piloto, considerado um perito em poupar pneus, tem sentido dificuldades em manter o ritmo durante as corridas e depois da vitória no GP inaugural, tem acumulado vários resultados extremamente fracos, incluíndo um 18º e dois 16ºs consecutivos. É atualmente o sétimo da geral.

 

 - 177 pontos

A Ferrari, como é sabido, tem sempre uma enorme pressão histórica, da gerência e dos tiffosi para vencer. No ano passado terminou atrás da Red Bull e da McLaren e neste ano não começou com grande força. Os pilotos são os mesmos e as performances mantêm-se. Fernando Alonso leva a equipa às costas e Felipe Massa, desde que sofreu aquele acidente em 2009, parece não ter mais encontrado o seu ritmo. De facto o melhor resultado do brasileiro neste ano foi um quarto lugar, muito inferior ao seu companheiro de equipa, atualmente o piloto com mais vitórias este ano. Na terceira corrida, venceu pela primeira vez, um troféu que muitos acharam na altura não ser fácil de repetir, face à concorrência. Foram precisas mais seis provas para Alonso vencer de novo, em Valência, e voltar a levar a taça na Alemanha, depois de um segundo lugar em Silverstone. Alonso lidera a tabela de pilotos com 154 pontos, enquanto que Massa é 14º, com 23. Podemos dizer que, olhando para o piloto espanhol, a Ferrari está a moldar o seu F2012 à sua imagem, e assim sendo, podemos contar com mais vitórias.

 

- 230 pontos

A Red Bull é a equipa a abater desde 2010. Os carros construídos por Adrien Newey, responsável pela era dourada da Williams nos anos noventa, têm sido os mais engenhosos, cobiçados e rápidos, desde a primeira vitória em 2009. O vencedor e já bi-campeão, Sebastien Vettel, parece lidar bem com a pressão de levar o número um estampado no carro, mas neste ano de "baralha-e-volta-a-dar" de vencedores de GPs, foi só à quarta corrida que o alemão levou o RB8 ao primeiro lugar do pódio. A banição dos difusores traseiros pode ter atrapalhado o design do carro, ou podem ter sido os adversários que fecharam a diferença. A verdade é que a Red Bull já não é a vencedora indiscutível e Vettel, quando apanhado no meio do trânsito, tem dificuldades em se desembaraçar. Porque é que a equipa está então em primeiro lugar na tabela de construtores, passadas dez corridas? Consistência. Em todas as provas deste ano, em apenas três ocasiões um dos Red Bull não pontuou. Na Ferrari foram seis vezes, todas de Massa, e na McLaren foram outras seis, quatro de Button e duas de Hamilton. O que pode além disso baralhar muita gente é que é Mark Webber, o melhor dos pilotos da equipa austríaca. O australiano tem duas vitórias, no Mónaco e na Grã-Bretanha, e tem mais dez pontos que o seu colega de equipa. A diferença de Webber para Alonso, em vésperas do GP da Hungria, é de 34 pontos, sendo que um primeiro lugar são 25.

 

Com dez corridas ainda por fazer, e a paragem de verão que permite várias alterações aos carros, espera-se que o campeonato desde ano continue renhido.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:01

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma