Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Análise do campeonato, parte 2

por Tiago Crispim, em 24.07.12

Continuamos a análise à primeira metade da temporada de 2012, equipa a equipa. A parte 1 está aqui.

 

 - 47 pontos

 

A Williams está atualmente em sétimo na tabela de construtores. A equipa de Frank Williams está a apostar na diversificação da empresa, com uma aposta especialmente forte na tecnologia híbrida. Na F1, Patrick Head deixou de ser diretor de engenharia e Bruno Senna foi o piloto contratado para ser companheiro de Pastor Maldonado. Depois do desastre que foi a época de 2011, a equipa trocou para os motores Renault e alcançou a primeira vitória desde o GP do Brasil, em 2004. Pastor Maldonado tinha ficado em 19º, com um ponto, em 2011. Agora já tem 29 e Senna tem 18. Maldonado posicionou-se como piloto principal da Williams mas tem sido criticado pela sua conduta nas pistas, envolvendo-se várias vezes em incidentes de corrida que os outros pilotos criticaram como irresponsável. A sua última "vítima" foi Sérgio Pérez, que em entrevista qualificou o venezuelano como irresponsável.

 

 - 80 pontos

 

A Sauber manteve os pilotos do ano anterior, Kamui Kobayashi e Sérgio Pérez, mas se em 2011 o japonês era claramente o líder, este ano Pérez tem melhores resultados que o seu companheiro de equipa. Depois de, a par de Paul Di Resta, ter sido considerado um dos estreantes do ano, o mexicano obtve o melhor resultado na sua carreira na segunda prova do ano, na Malásia. Pérez terminou em segundo, uma prova de fiabilidade e competitividade do carro, além da mestria do piloto em poupar pneus. A partir daí a Sauber marcou pontos em todas menos três provas até agora. No último GP a equipa fez 20 pontos, o maior resultado até agora, com um quarto lugar para Kobayashi (depois da penalização de Vettel) e um sexto para Pérez. O mexicano é nono na tabela de pilotos com 47 pontos e o japonês é décimo, com 33.

 

 - 105 pontos

 

A Mercedes aumentou a sua participação na F1 em 2010, com a compra da Brawn GP. Tirou Michael Schumacher da reforma e apostou em Nico Rosberg. Como é lógico a marca pretende chegar ao primeiro lugar do pódio, coisa que aconteceu pela primeira vez este ano, no GP da China. Antes disso, os melhores resultados de Rosberg tinham sido três terceiros lugares em 2010. Este ano ainda ficou em segundo, no Mónaco. Schumacher teve o melhor resultado desde o seu regresso este ano, com um terceiro lugar em Valência. A equipa marcou pontos em todas as provas deste ano, exceto na Austrália, mas Rosberg tem tido melhores resultados. Atualmente é o sexto classificado na tabela de pilotos, com 76 pontos, enquanto Schumacher está em 12º, com 29 pontos e com cinco abandonos em dez corridas até agora cumpridas.

 

 

 - 159 pontos

 

A Lotus desfez este ano as confusões com o nome da equipa e tem estado muito melhor do que a marca que empresta o nome à equipa. A aposta arriscada no regresso de Kimi Raikkonen está a dar frutos. O finlandês parece motivado e segue em quarto na tabela geral, com 98 pontos, à frente de Lewis Hamilton. O seu companheiro de equipa, Romain Grosjean, é atualmente oitavo. O francês tem 61 pontos e quatro abandonos até esta altura. Apesar de mais inconsistente, Grosjean tem mostrado capacidade e alcançou o segundo lugar do pódio no circuito Gilles Villeneuve, no Canadá. Já Raikkonen é indiscutivelmente a surpresa do campeonato. Fora da F1 desde 2007, mostrou competitividade e excelente forma física. Este ano conta já com dois segundos e terceiros lugares em corridas.

 

Na terceira parte desta análise vão estar as três primeiras equipas do campeonato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:52

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma