Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Análise ao GP do Brasil - Interlagos 27-11-2011

por Tiago Crispim, em 27.11.11

Neste Grande Prémio do Brasil, Vettel partiu da primeira posição e graças a um bom arranque,conseguiu manter o lugar. Mas pela segunda vez consecutiva este ano, o alemão não conseguiu terminar em primeiro a corrida.

 

Como o circuito de Interlagos é um bocado estreito, Lewis Hamilton perdeu o quarto lugar para Alonso na primeira curva. Esta corrida, a última da actual temporada, é essencial para sabermos quem fica em segundo no mundial de construtores, e não só. A Toro Rosso e a Sauber lutavam pelo sétimo lugar entre equipas, a Lotus, a HRT e a Virgin lutava pelo décimo no mundial de construtores.

 

 A última foto de grupo dos pilotos em 2011.  - Foto: © 2011, Sahara Force India Formula One Ltd.

 

Na corrida, numa luta pelo nono lugar, Bruno Senna foi apertado por Schumacher e o piloto brasileiro acabou por danificar a asa dianteira. Quem sofreu mais com a refrega e teve de trocar de pneus logo na decima segunda volta foi contudo o sete vezes campeão do mundo. Mas umas voltas depois os stewards penalizaram o brasileiro com um drive through. No meio desta luta, Alonso conseguiu ultrapassar Jenson Button e alcançar a terceira posição.

 

Vários pilotos nesta corrida correram com capacetes especiais que fazem homenagem ao Brasil e a Ayrton senna. Entre eles tinhamos Vettel, Hamilton, Barrichello e Liuzzi. Na volta 18 a maior parte dos pilotos já tinha feito a sua primeira paragem. Havia a probabilidade de 65% de chuva durante a corrida e todas as equipas estavam a aguentar as trocas de pneus, mas as nuvens ameaçadoras acabaram por se afastar do Autódromo José Carlos Pace.

 

 

Vettel continuava a liderar mas estava com alguns problemas na caixa de velocidades, algo que seria bom para Mark Webber, logo atras do alemão. Vettel tinha de fazer a segunda e terceira mudanças muito curtas e estava a perder tempo para o seu companheiro de equipa.

 

Timo Glock desistiu logo a saída das boxes, quando a sua roda traseira esquerda se soltou do carro. Provavelmente a Virgin será ainda penalizada por ter libertado o carro antes de ser seguro, uma unsafe release.

 

E na 30ª volta Webber ultrapassou Vettel para chegar à primeira posição. ainda assim o piloto alemão mantinha uma distância confortável de Button.

 

A Sauber avisou Kamui Kobayashi para ter cuidado com o carro porque precisava dos pontos. Hamilton também precisava deles para garantir o segundo lugar no mundial, mas o motor do seu McLaren não concordou e na volta 48 desistiu com um problema de caixa, muito mais grave que o de Vettel, que entretanto fazia a volta mais rápida da corrida.

 

A largada do GP do Brasil de 2011 - Foto: ©2011, HRT F1 Team

 

Grande batalha pelo sexto lugar entre Nico Rosberg e Adrian Sutil, com o piloto da Force India a conseguir ultrapassar o Mercedes. Ambos os pilotos corriam com pneus médios, agora que parecia que a chuva estava longe do circuito.

 

A McLaren diz a Button, pelo rádio, que pode fazer voltas de qualificação até ao fim, sem se preocupar com o desgaste de pneus. Assim sendo, o inglês fez a volta mais rápida da corrida até então, para tentar apanhar Alonso. Vettel, que entretanto recuperara o primeiro lugar, ainda tinha de fazer uma paragem. Na TV, José Miguel Barros e Tiago Monteiro lembravam a primeira vitória de Senna no Brasil, preso à quinta mudança. Será que Vettel conseguia repetir o feito de ganhar num carro com problemas de caixa?

 

Nisto Button já estava em cima de Alonso e a pressionar o espanhol da Ferrari. Ultrapassou-o à volta 62.

 

No twitter vários comentadores, entre eles pilotos experientes, já duvidavam se o problema de Vettel não seria só uma desculpa para dar uma vitória a Mark Webber, de maneira a motivar o australiano até 2012. E por falar em twitter, Tony Fernandes, o dono da Lotus, que para o ano se vai chamar Caterham, festejava já a décima posição da equipa no campeonato.

 

O último pódio de 2011 com Webber, Vettel e Button. - Foto: Vodafone McLaren Mercedes official Twitter page

 

Webber venceu a corrida, a sua segunda vitória em Interlagos, seguido de Vettel, Button e Alonso. O segundo lugar do campeonato foi assim para Jenson Button. Em quinto ficou Felipe Massa, à frente de Sutil, Rosberg, Di Resta, Kobayashi e Petrov, a fechar os dez primeiros. Em 11º terminou Alguersuari, seguido do companheiro de equipa Buemi, Pérez, Barrichello, Schumacher, Kovalainen, Senna, Trulli, D’Ambrosio e Ricciardo. De notar o ugar de Kovalainen, em 16º, à frente do Lotus de Senna.

 

Não terminram Liuzzi, Hamilton, Maldonado e Glock.

 

No final o público brasileiro ainda teve direito a uns “donuts” de Felipe Massa, que foi o último a chegar a parc fermé. O mais certo é que seja multado mas é o fim da temporada...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma