Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Jovens promessas da F1

por Tiago Crispim, em 17.11.11

Logo a seguir ao Grande Prémio de Abu Dhabi e durante três dias, todas as equipas de F1 ficaram nos Emirados Árabes Unidos para fazer aquilo a que se chama, em inglês, o Young Driver Test.

 

Na prática as equipas convidam jovens pilotos para dar umas voltas no carro, conhecer a equipa e métodos de trabalho. Uma operação de charme em que se aproveita para testar o carro no final da temporada e quem sabe ficar de olho em potenciais contratações. A Pirelli aproveitou também para introduzir pneus de teste a serem utilizados provavelmente já na próxima temporada.

 

A Red Bull optou por Jean-Eric Vergne, piloto francês que já no ano passado tinha participado neste evento pela Toro Rosso, e que pertence à academia de jovens pilotos da marca de bebidas energéticas. Corre actualmente na Formula Renault 3.5 e foi o segundo classificado na  geral da categoria. Nos três dias de testes foi o mais rápido de todos os pilotos (com um tempo de 1:40.011). A equipa aproveitou ainda para fazer testes aerodinâmicos para a temporada de 2012.

 

A Ferrari a utilizar um aparelho tipo grelhador que mede a pressão do ar, para depois ser aplicada ao túnel de vento. Jules Bianchi no F150º Italia.

 

Outro piloto francês correu pela Ferrari. Jules Bianchi, que corre pela Lotus ART na GP2, foi segundo nos dois primeiros dias. Bianchi correu mais de 80 voltas, tal como o seu compatriota, e testou alguns melhoramentos no motor da equipa italiana.

 

No terceiro dia o segundo melhor piloto correu pela Mercedes. O britânico Sam Bird foi sexto pela GP2 series. Estes três pilotos têm em comum a sua permanência nas equipas durante a totalidade dos dias.

 

O campeão da Formula Renault 3.5, Robert Wickens, pilotou pela Renault. Estando ligado à marca francesa e sendo campeão, não seria de estranhar que assinasse com a Renault para 2012, como piloto de testes (no mínimo). Kevin Korjus conduziu o carro durante o segundo dia e Jan Charouz no terceiro.

 

Esteban Gutiérrez a preparar-se para entrar no Sauber C30-Ferrari 

 

A Sauber também esteve muito bem no geral. A equipa suíça optou por fazer correr dois pilotos durante os três dias. No primeiro dia foi o também suíço Fabio Leimer, 14º classificado na GP2, que parece que causou boa impressão na equipa. Nos restantes dias o escolhido para representar a Sauber foi o mexicano Esteban Gutiérrez, que vai manter-se como piloto de testes para o próximo ano. Tal como os outros, Gutiérrez passou o primeiro dia a testar os novos compostos dos pneus e o segundo soluções aerodinâmicas diferentes para o próximo ano.

 

Na McLaren a opção também recaiu no actual piloto de testes, o australiano Gary Paffett. A equipa inglesa testou um novo sistema de rádio, equipamentos e processos de bastidores do carro para o ano que vem. Testados foram ainda vários componentes que devem entrar no carro do próximo ano. A McLaren quis perceber a sua durabilidade e dar rodagem às peças. Paffett dividiu o carro com Olivver Turkey no primeiro dia.

 

Valtteri Bottas, piloto de reserva da Williams, foi o escolhido para os dois primeiros de testes. O campeão da GP3 teve alguns problemas com a caixa de velocidades no primeiro dia e testou os novos pneus da Pirelli. No último dia Mirko Bortolotti andou no Williams FW33 com o objectivo de se familiarizar com o carro e realizar alguns testes aerodinâmicos.

 

Johnny Cecotto Jr. a inspeccionar o trabalho dos mecânicos no "seu" VJM-04

 

Max Chilton e Johnny Cecotto Jr. dividiram o Force India durante o tempo de testes, com o britânico a ter direito a dois dias (primeiro e último) e Cecotto Jr. a um. Testes aerodinâmicos, de pneus, de habituação ao carro e tempo ainda para stints longos com o objectivo de testar a duração de certos componentes a usar em 2012.

 

A Lotus optou por utilizar um piloto diferente em cada dia. O venezuelano Rodolfo González no primeiro dia, o brasileiro Luiz Razia no segundo e o norte-americano Alexander Rossi no terceiro. Este último esteve ligado, como piloto de testes, à defunta USF1, e foi terceiro classificado na Formula Renault 3.5. Razia é piloto da outra equipa de Tony Fernandes, que corre na GP2, a Team AirAsia e terminou em 12º no campeonato. González foi 26º na mesma categoria, mas é patrocinado pela PDVSA, a empresa de petróleo da Venezuela que patrocina Pastor Maldonado.

 

Steffano Coletti, um monegasco que corre na GP2 (terminou o campeonato em 11º), dividiu o Toro Rosso com o italiano Kevin Ceccon. Mais uma vez os testes recaíram nos pneus e em soluções aerodinâmicas para o ano que vem.

 

O brasileiro Luiz Razia dentro do seu Lotus

 

A HRT utilizou a mesma estratégia e fez correr Dani Clos, Jan Charouz e Nathanael Berthon. Como curiosidade, Charouz é piloto de testes da Renault e foi 14º nas 24 Horas de Le Mans neste ano. Foi também o ocupante do monolugar da Renault no terceiro dia de testes. A equipa espanhola experimentou diferentes combinações de pneus e do sistema de controlo do carro.

 

Na Virgin também aconteceu uma coisa parecida. Robert Wickens que pilotou o Renault no primeiro dia, mudou-se para a Virgin no terceiro. Nos outros dias Charles Pic, 4º na GP2, foi o escolhido para testar o MVR-02.

 

Fotos: ©2011 Sauber Motorsport AG; © 2011, Sahara Force India Formula One Ltd.; F1 Fanatic

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:05

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma