Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O GP de Itália cronologicamente - Monza 11-09-2011

por Tiago Crispim, em 11.09.11

No dia do décimo aniversário do 11 de Setembro correu-se em Monza  a 13ª prova do campeonato de Fórmula 1.

 

Fernando Alonso, que partiu da terceira posição na grelha saltou logo para primeiro na primeira curva, aproveitando a luta entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, que partilharam a primeira fila da grelha. Logo na primeira curva um grande acidente leva o Renault de Petrov, o Mercedes de Rosberg, o HRT de Ricciardo e também o de Liuzzi. O culpado por esta confusão e consequente safety car foi de Vitantonio Liuzzi, que se atravessou pela relva, provavelmente para fugir a outro carro e ao pisar a relva perdeu o controlo do F111. Ricciardo conseguiria voltar à corrida para, como dizia no Twitter da equipa, “ganhar experiência”.

 

Com o safety car Kamui Kobayashi e Bruno Senna mudaram de pneus, para poderem correr toda a prova em pneus macios. Nessa altura viu-se Jérôme D’Ambrosio nas boxes a desistir, talvez por ter danificado o Virgin na confusão.

 

Vettel deu uma mostra espectacular da sua capacidade na volta cinco, ao pressionar Alonso e chegar mesmo a pisar a relva, prego a fundo, para conseguir ultrapassar o Ferrari. Lá mais atrás, outro Ferrari e outro Red Bull, Massa e Webber, tiveram uma colisão cujo resultado foi o abandono do australiano da Red Bull. O brasileiro da Ferrari não desistiu mas fez um pião devido ao contacto de Webber e perdeu uma série de posições.

Lá na frente Vettel, Alonso, Schumacher (!) e Hamilton. O alemão sete vezes campeão do mundo estava a fazer a sua melhor corrida, depois do quinto lugar na Hungria.

 

Quem desistiu sem se ver a causa foi Adrian Sutil. No twitter da Force India revelaram que estavam a ter problemas com o carro.

Grande duelo entre Schumacher e Hamilton, difícil de explicar por palavras. O alemão aguentava os dois McLaren atrás e defendia-se espectacularmente dos ataques de Hamilton.

 

Mas Schumacher queixava-se do desgaste dos pneus traseiros e por fim foi às boxes, mas antes disso Hamilton chegou a ir à relva, perdeu posição para Button que passou o alemão mesmo antes das boxes.

 

Na volta 21 a maior parte dos carros já tinha trocado de pneus, com excepção para, Felipe Massa, Sérgio Pérez e Heikki Kovalainen.

Para azar de Lewis Hamilton, o Mercedes de Schumacher ficou à sua frente e a batalha continuava, agora pelo quarto lugar. À frente estavam Vettel, Alonso e Button.

 

O Sauber de Kobayashi não conseguiu aguentar o salto que o piloto japonês deu numa curva (pisou o corrector) umas voltas atrás e pela primeira vez este ano o Kobayashi desistiu de uma corrida.

Button finalmente passou Schumacher, com aparente facilidade, mas de certeza que o alemão teve a corrida mais divertida desde o seu regresso à F1.

 

Já passava mais de metade da corrida, e agora a batalha era outra. A perseguição de Button a Alonso, pelo segundo lugar. Nesta altura apenas Sérgio Pérez não tinha parado. Estava na cara que ia fazer apenas uma paragem em toda a corrida. Mas antes que isso pudesse acontecer o mexicano saiu de pista com problemas na caixa de velocidades e desistiu da corrida. Duas desistências para a Sauber em Monza.

Nesta altura a maior parte dos carros começou a fazer a segunda paragem da corrida.

 

Perto do final da corrida a luta que prendia a atenção das câmaras era entre Sebastien Buemi e Bruno Senna, pelo décimo lugar. O brasileiro conseguiu passar o Toro Rosso com  auxílio do DRS.  Boa corrida para Senna, no seu segundo GP. Na estreia terminou em 13º.

 

No final Vettel em primeiro, seguido de Buton e Alonso. Atrás Hamilton, Schumacher, Massa, Alguersuari, Di Resta, Senna e Buemi nos dez primeiros. Depois Maldonado, Barrichello, Kovalainen, Trulli, Glock e Ricciardo cruzaram a linha de meta (Ricciardo 14 voltas atrás e portanto não classificado).

Quem não terminou foi Pérez, Kobayashi, Sutil, Webber, D’Ambrosio, Petrov, Rosberg e Liuzzi.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:04

Aviso Legal

Todas as fotos e vídeos são retirados da internet e reproduzidos sem fins lucrativos, com o propósito de justificar os relatos de acontecimentos da actualidade. Se os respectivos autores pretenderem a não inclusão das suas obras neste espaço, avisem o autor do blog. Este disponibiliza-se a retirá-las de imediato.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.



Onde é que veio parar?

O Volta Mais Rápida é um blog sobre F1. O autor é um curioso, apaixonado pela Fórmula Um desde que se lembra, embora a sua carreira ao volante se fique pelos karts e pela Playstation. Trabalhou em alguns meios de comunicação como jornalista e hoje é técnico de rádio na Universidade Autónoma de Lisboa. Neste espaço quer dar a conhecer melhor o universo deste desporto e talvez despertar a atenção e a curiosidade de alguns interessados.



Contactos




Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Rádio Autónoma